A mulher lesbica que matou o marido em companhia da sua empregada

No dia, 19/06/2000, uma denuncia anônima via telefone, irrompia o setor de homicídios daquela distrital , narrando que um jovem morador da Ilha do Governador mão estaria desaparecido e sim teria sido morto por sua esposa e sua empregada lésbica, sendo que seu corpo amarrado no interior de um veículo e lançado ao mar. A imediata verificação da denuncia, traria horas depois ambas às mulheres à delegacia, onde após negarem veementemente o fato, caíam em contradições após terem seus pertences revistados, pois três cartas de amos encontradas mostravam que o marido era a única interferência entre ambas. Com auxílio dos Bombeiros vasculhamos o caís e para surpresa, o veículo da vítima era içado confirmando o informe, pois seu corpo seminu , enrolado em um edredom do quarto do casal, jazia. Através da criminalística outras provas do crime foram coletadas, sendo ambas denunciadas por infração ao ART. 121, § 2º, I, IV, C/C ART. 61, II, Alínea(s) "f", e ART. 62, I, II,ART. 211,ART. 61, II, Alínea(s) "b",ART. 62, N/F ART. 29, e ART. 69 do CP e condenadas cada uma a 21 anos 06 meses e 40 dias de prisão.




Pensamentos

“A tristeza de um policial é ver atos de injustiça, praticados principalmente por seus pares contra seus pares !”

- Daniel Gomes -