Dois jovens executados por PM

No dia 31 de dezembro de 1997, véspera do ano novo outro crime violento abalava o Município, pois dois jovens adolescentes eram barbaramente executados no interior de um trem que vindo de Queimados, se aproximava da estação de Austim. O autor do crime ainda sob ameaça determinava que o maquinista, com os corpos, seguisse viagem com a composição que veio somente a parar na estação central de Nova Iguaçu. As autoridades do Município, Estado, União e da área Internacional se manifestavam em repúdio, pois o crime violento contra menores de idade causara verdadeira comoção social. Rapidamente conseguíamos, através da oitiva do maquinista, traçar um perfil do assassino que seria um policial e posteriormente as mães dos meninos confirmavam que seus filhos viviam em atrito com um vizinho policial recém-formado, que sob a alegação de colocar ordem no bairro obrigava os menores a se recolherem às 22:00 hs, sob argumento de que como agente da lei seria de sua responsabilidade colocar ordem no bairro. O fato já teria causado forte discussão entre autor e vítimas com a conseqüentemente execução de um cachorro, fato que teria sido comunicado na época a polícia. Horas depois o policial era identificado, tinha sua prisão decretada e na sua apresentação confessava a violência que ficava patente com o seu reconhecimento e com o exame balístico da sua arma. O autor denunciado na prática do Art . 121, § 2º, I, do C.P (duas vezes) era condenado a uma pena de 26 anos de prisão.



Pensamentos

A Polícia é um trem cheio de prepotência, quando você tenta entrar alguns lhe empurram para baixo, mas com persistência você consegue embarcar neste trem sendo que após sentar ninguém mas consegue retirar você dessa viagem !

- Daniel Gomes -