Ator e produtor cultural assassinado por homofobia

No dia 06/07/2015, por volta das 11:50 hs, um jovem produtor cultural, de 33 anos  é encontrado morto no interior de um córrego, localizado em um local ermo do bairro de Comendador Soares-Município de Nova Iguaçu. A vítima apresentava diversas lesões no tórax, pescoço, produzidas por um instrumento perfuro-cortante e com várias agressões no rosto, ficando demonstrado que a violência excessiva poderia ter sido motivada  pelo estilo de vida e opção sexual do jovem . A equipe do GELC (Grupo Especial de Local de Crime) comparece ao local iniciando-se o Inquérito Policial nº 861-00911/2015, onde são coletadas várias imagens de segurança que mostram ele caminhando ainda vivo, momentos antes pelo bairro, quando teria surgido um veículo preto (com lanterna suspensa na lataria) que o acompanha em baixa velocidade, parecendo que ambos estavam conversando. Ainda em auxilio à investigação a equipe do GIC (Grupo de Investigação Complementar), resolve publicar uma matéria jornalística contendo as imagens da vítima, com fins de suscitar a sociedade a efetuar denuncias sobre o fato. Dias depois surgiam as primeiras denuncias sobre o  possível autor do crime, indicando que o suspeito seria um morador do bairro Três Marias em Cabuçu, teria um Ford Fieta, cor preta e ainda que uma importante testemunha conhecia  todos os detalhes da violência ocorrida. Investigações procedidas identificaram a testemunha, que nesta D.H.B.F., relatou todos os fatos e apontou o autor, narrando que haviam três homens no interior do carro, inclusive ele, quando teriam avistado o ator e produtor cultural caminhando na rua, momento em que um deles, o autor, resolveu praticar  uma orgia  com o homossexual, que teria sido convidado a entrar no carro, sendo levado para a localidade conhecida como “lagoa azul”. Que, lá um dos autores, abriu  a calça e  mandou que a vítima praticasse sexo oral, momento que ela se abaixou e teve o rosto atingido violentamente por uma joelhada, que se seguiram a vários socos em seu rosto, tendo ainda o criminoso pego uma chave de fendas no veículo e aplicado vários golpes perfuro-cortantes no tórax da vítima, que causaram sua morte, sendo o corpo abandonado no interior do rio. A testemunha alegou que ele e o outro amigo estariam alcoolizados e não conseguiram impedir a violência. O autor teve prisão decretada preventiva no Proc. n°0053496-97.2015.8.19.0038, sendo capturado na cidade de Viçosa   Estado de Alagoas, onde se encontrava foragido.        



]">

]">

]">


Pensamentos

“ A criação do banco pedagógico de Talentos, pela Secretaria de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, não pode se transformar em mais uma frustração policial”

- Daniel Gomes -