Atentado ao empresário da casa de show Castelo das Pedras

No dia 18/01/2001, por volta das 18:40 horas, o empresário dono do Castelo das Pedras, saía acompanhado  em sua possante motocicleta do Clube do Futebol, localizado na Estrada dos Bandeirantes,  nº5.000 -bairro Curiçica-Jacarepagua , quando um elemento se aproximou dele e sem nada dizer efetuou dois disparos contra o rosto da vítima, que somente escapou da morte por falha ocorrida no mecanismo da arma o que fez o autor se evadir do local. A vítima era socorrida com brevidade e apesar dos ferimentos graves causados conseguia sobreviver com algumas lesões violentas. Como Chefe do Setor de Homicídios da 32ª DP-Jacarepagua, compareci ao local junto com a equipe, sendo iniciada as primeiras investigações que demonstravam  que o autor visava  somente a vida do empresário, tendo escapado ilesa a única testemunha que o acompanhava. Ainda na seqüência das investigações restou  apurado que poderia estar ocorrendo uma guerra  envolvendo equipes de som que teriam perdido os respectivos contratos com a Casa de Show Castelo das Pedras, sendo efetuadas várias oitivas e provas eram procuradas, através de solicitação a Justiça da quebra dos sigilos telefônicos dos investigados, mas nada era encontrado. Dois meses depois, repentinamente em uma tarde eu recebia uma ligação telefônica da Delegacia de Repressão a Entorpecentes - DRE, que investigava um outro caso, e que conseguira  através de uma interceptação telefônica  captar toda a confissão de um homem que se gabava em  detalhar a uma mulher, toda a prática do bárbaro crime. Imediatamente, através de autorização do Juízo, aquela prova material era carreada para  ser juntada a nossa investigação  e  ainda através, de auto de reconhecimento de pessoa,  o autor era apontado como sendo o criminoso e denunciado a justiça em 2002, pela prática do crime de Tentativa de Homicídio, capitulado no art. 121 § 2º, II e IV N/F do Art. 14 II do CP, figurando como réu no Processo nº68332-46.2002.8.19.0001, que ainda aguarda uma decisão da soberana Justiça..  



]">


Pensamentos

“Um dia ainda teremos uma polícia, que valorize a sua área pedagógica, criando um corpo docente”.

- Daniel Gomes -